O jogo amigável entre a Guiné Bissau e Cabo-verde que estava previsto para esta sexta-feira no estádio nacional 24 de setembro foi cancelado devido ao cancelamento da viagem da selecção cabo-verdiana. A Federação de Futebol da Guiné-Bissau promete mover uma queixa contra a ASKY.

Os tubarões azuis de Cabo Verde deviam chegar, ontem, a Bissau, mas não chegaram a viajar para Bissau, conforme estava previsto, devido, segundo informações, à avaria do aparelho da companhia aérea Asky.

Perante esta situação, o presidente da FFGB, Carlos Alberto Teixeira, numa conferência de imprensa, realizado hoje para explicar os motivos do cancelamento do jogo amistoso, responsabiliza a companha aérea Asky pelo ocorrido e promete mover uma queixa contra esta companhia.

Não obstante, Alberto Teixeira garante que a Guiné-Bissau fez toda a diligência possível para ultrapassar estes constrangimentos.

Questionado sobre o valor gasto pela Federação Futebol da Guiné-Bissau em dispesas feitas na compra de bilhetes de avião tanto para os jogadores da seleção nacional como para selecção cabo-verdiana e que inclui ainda as despesas de hotéis, Caito responde.

Quanto ao bilhete que comprados para as pessoas que desejavam assistiram a partida, Caito Teixeira disse que FFGB está a procura de solução para resolver esta situação.

A caravana desportiva de Cabo-Verde esteve no Senegal onde procedeu ao jogo amistoso e de seguida este no aeroporto internacional de Senegal desde as 14h00, com destino á Bissau, mas não conseguiu decolar devido a avaria o avião. Uma situação que deixou os jogadores cabungas revoltados e queixosos de cansaço.

 

Por: Idjé da Costa

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più