23
Jun
2016

É inaugurada, hoje, a biblioteca geral da Universidade pública Amílcar Cabral (UAC). A biblioteca é montada graças aos livros doados pelo professor americano Russel Hamilton, amigo da Guiné-Bissau falecido a 27 de Fevereiro corrente

Russel Hamilton dedicou grande parte da sua pesquisa aos estudos sobre a literatura africana de expressão portuguesa, onde nas suas obras cita os trabalhos dos escritores guineenses

Antes da inauguração houve um momento de palestras sobre a vida deste crítico americano e ainda sobre o papel do escritor na criação da identidade nacional guineense, onde estavam presentes os responsáveis das embaixadas no país, dos escritores guineenses com destaque a antiga reitora desta Universidade e igualmente antiga ministra da educação, Odete Semedo.

Depois do acto, numa entrevista exclusiva a Rádio Sol Mansi (RSM), a reitora da UAC, Zaida Pereira, disse consegue tudo quando se tem uma visão clara daquilo que se quer.

“Imagine que neste país de instabilidades se o nosso projecto não fosse claro e se a nossa visão fosse partilhada pela equipa, então não seria possível estarmos aqui hoje”, afirma.

O engenheiro, escritor e cavaleiro da Ordem das Artes e Letras de França, Abdulai Silá, e igualmente um dos oradores do tema, disse que o papel do escritor na criação da identidade nacional guineense, é de mudar o pensamento das pessoas naquilo que é fundamental (a unidade).

“O papel de um escritor nesta área é fundamental. Existem escritores que ajudam a ver o que muitos não vêm e ajudam a falar o que outros, neste momento, são incapazes de pensar. Ajuda a unir as pessoas num contexto como da Guiné-Bissau. Faz-nos entender que o que nos une é maior do que nos divide”, adianta.

Entretanto, Fernando Arenas, professor Universitário dos EUA, pesquisador e mentor na doação destes livros, que também está no país pela terceira vez, citando um dos poemas em crioulo de José Carlos Schwarz (iabre porta), diz que vê a cultura guineense como sendo multidimensional, onde a literatura tem uma parcela mas que é compartilhada com outras expressões culturais de muito peso incluindo o cinema e a musica popular”.

A Biblioteca geral da UAC fica situada no anfiteatro da Faculdade de Direito de Bissau e conta com vários livros dos escritores estrangeiros e dos lusófonos.

AUniversidade Amílcar Cabral,  a única istituição pública de ensino superior, passa desde 2010 por reestruturação ainda condicionada, após ter sido extinta em 2008, e suas estruturas absorvidas pela Universidade Lusófona da Guiné.

Em 2.014 iniciou-se a negociação para integração da estrutura da Faculdade de Direito de Bissau, como unidade orgânica da UAC.

 

Reportagem & Imagem: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più