Tribunal de Conta. A INSTITUIÇÃO É O ÚNICO NO MUNDO SEM ESTATUTO DO PESSOAL

O presidente do Tribunal de Conta entregou esta segunda-feira, à ministra da justiça e dos Direitos Humanos, a proposta do Estatuto do Pessoal desta instituição fiscalizadora das contas do estado para a sua aprovação pelo executivo.

O referido documento, vai regulamentar a forma de entrada, de progressão na carreira e a criação da carreira do auditor e do verificador. Terá a sua aplicação só depois da aprovação pelo executivo.

Após a entrega formal do documento, Amadu Tidjane Baldé reconheceu que a instituição que dirige, é o único no mundo sem carreira do auditor e consultor regulamentada e, por isso, têm recebido maus resultados dessa falta de organização dos recursos humanos.

Por outro lado, sublinhou que a aprovação deste documento vai debilar todas as tentativas de promoção e indisciplina no seio do tribunal de contas.

De referir que, no ano passado, o Sindicato de Base dos Funcionários do Tribunal de Contas acusou Amadu Tidjane Baldé de estar a fazer nomeações ilegais de novos ingressos no lugar de técnicos com mais de sete ou até 15 anos de exercício, além da falta de trasparência na gestão do cofre da instituição, que compete ao Secretário-geral, exonerado da sua função, e substituido pela secretária pessoal do Presidente.

Para isso, o sindicato pediu na altura,   a exoneração urgente do Amadu Tidjane Baldé, para, “salvaguardar a boa imagem da instituição fiscalizadora das contas públicas guineense, criada há 32 anos.

Por. Nautaran Marcos Có

  • Created on .

Escreva à RSM

email

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più