Sob o lema " área de livre comércio continental Africano (ZLECAf): integração africana mais profunda para um continente próspero", a Comissão Económica para África (CEA) e o governo senegalês analisam de 24 à 25 deste mês em Dacar, as questões relacionadas com aplicação da área de livre comércio continental africano e seu impacto sobre as regiões da África Ocidental e Central.

Este fórum é concebido como um espaço para o diálogo regional e durante os dois dias serão analisados as questões relacionadas com a implementação do ZLECAf nos Estados francófonos da CEDEAO e CEEAC.

"O fórum visa incentivar um diálogo construtivo a fim de retirar as lições de integração regional e avaliar o que comunidades económicas regionais de extensão podem servir como uma base para desbloquear o potencial comercial do ZLECAf na África Ocidental e Central ", diz Adeyinka Adeyemi, consultor sénior do Centro Africano de CEA para política comercial.

As partes interessadas - decisores políticos, agentes económicos, organizações da sociedade civil e institutos de pesquisa - serão solicitadas a fazer uma recomendações sobre formas e meios para implementar ZLECAf que é portador de uma mudança palpável, inclusiva e sustentável para as economias da sub-região, nomeadamente em termos de industrialização, a diversificação económica e a criação postos de trabalho.

Durante esta reunião de dois dias, o fórum irá considerar, prioritariamente, vários grandes temas em sessões plenárias:

  • O ZLECAf como uma iniciativa endógena, que visa promover a integração e estimular a competitividade industrial e a criação de empregos em África
  • Ratificação e implementação do acordo sobre o estabelecimento da ZLECAf: políticas públicas de integração comercial e uma digitalização bem-sucedida estimular a diversificação da economia, promovendo a competitividade industrial e apoiar a criação de emprego
  • ZLECAf como um catalisador para o investimento
  • Facilitação do comércio para desencadear o potencial do ZLECAf para a África Ocidental e central
  • Estimular o sector manufactureiro no ZLECAf: o caso das cadeias de valor na indústria farmacêutica.

As sessões de grupo incidirão também sobre questões específicas relacionadas com a implementação da área de livre comércio:

  • Colocar a ZLECAf ao serviço dos Estados membros da CEDEAO e da CEEAC
  • Mesa redonda sobre as mulheres e o empreendedorismo juvenil
  • ZLECAf, sociedade civil e parceiros de desenvolvimento

"A implementação efetiva do ZLECAf, necessariamente, apresenta uma série de pontos fortes e desafios específicos para a região", diz Adeyinka Adeyemi.

"Estas particularidades regionais devem ser avaliadas em consulta com todos os intervenientes-chave, de modo a que estes obtenham o pleno benefício de uma zona de comércio livre em escala continental", concluiu.

Por: Nautaran Marcos Có/ CEA

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più